Acabou

Acabou

Eu realmente queria que desse certo. Mas não deu. Parece que tudo estava dando errado. Mas eu insistia. Pensava que um dia daria certo. Mas não me arrependo do que fiz. Se eu não desistia era porque eu realmente tinha um sentimento muito verdadeiro por você. E agora eu vejo que você não sentia o mesmo por mim. Demorou para que eu acreditasse. Mas agora quero esquecer que eu te amava. Sei que não deveria fazer isso, mas é o que quero no momento. Gostaria de continuar falando com você, sendo sua amiga, mas quero esquecer que um dia disse “te amo”. Poder ouvir aquela música sem lembrar de você. Parar de escrever textos sobre você. Tenho que aprender a apenas lembrar dos momentos engraçados que passamos. Ou não lembrar de nada. Tirar você do meu pensamento. Sei que um dia passará, mas é tão dificil conviver sem você. Tenho que parar de pensar que as coisas serão do jeito que imagino. E tenho que parar de escrever sobre você. Preciso de novos amigos, novas pessoas, novas inspirações. Preciso de coisas que ocupem meu tempo. Acho que isso ajudará. Espero que esse seja o último texto sobre você. Pelo menos por um tempo. Até esses sentimentos por você acabarem. No fundo eu sei que sempre vou lembrar que um dia te amei, que escrevi textos sobre você, que disse que nunca te esqueceria. E nunca esquecerei. Bom, acho que esse é o fim. Adeus.

Acho que no fundo você soube

Acho que no fundo você soube

Se eu sinto saudade? Claro que sim. Sinto saudade de ter um amigo. De ficar até de madrugada conversando. De falar com alguém pela webcam. De dar risadas. De poder amar alguém. Eu te amava. Eu dizia para você que te amava, mas não do jeito verdadeiro. Aquele “te amo” era como amigo, mas na verdade, eu te amava mesmo, muito mais como um amigo. Mas, mesmo sem eu nunca ter dito isso, acho que você soube. Fiquei um pouco triste depois que decidi deixar de te amar, mas logo passou. Hoje eu não fico mais pensando em você como antes. Ainda penso, mas de um jeito diferente. Não sei explicar. Me pergunto se você não vai mais falar comigo. Se você vai querer me ver quando eu te chamar. Agora eu tento recordar apenas os momentos felizes que passei com você. Não sei se haverá mais histórias com você, então vou tentar não lembrar os momentos infelizes, e ficar com o seu sorriso, sua voz, seu cheiro em minha memória. Eu ainda quero passar mais momentos com você, só não sei se você vai querer. Acho que não é a mesma coisa. As coisas mudaram desde que nos encontramos. Os sentimentos mudaram. Pelo menos da minha parte. Será que quando nos encontrarmos vamos esquecer tudo e viver o momento, assim como da outra vez? Na primeira, e única, vez que nos vimos, a nossa relação já não estava tão boa. Mas no dia tudo ficou bem, como se nada tivesse acontecido, e fossemos amigos há muito tempo. Espero que, se houver outra vez, nós possamos conversar como antes. Se você estiver bravo, ou triste, ou decepcionado, me desculpe. Tem horas que eu não consigo me controlar. Falo demais, faço coisas que não devia. Mas essa sou eu. O que posso fazer? Às vezes eu gostaria de ser diferente. Poder controlar meus sentimentos, me apaixonar menos. Mas eu não posso fazer nada para mudar isso. Algum dia você vai entender por que eu falava e fazia aquelas coisas. E quando entender, espero que volte a falar comigo.

Eu…

Eu…

eu-

Gostaria de saber o que sinto por você agora. Algum tempo atrás eu achava que te amava. Eu realmente te amava. E esperava que você sentisse o mesmo por mim. Mas acho que não sentia. Eu nunca soube realmente quais eram os seus sentimentos por mim. Gostaria de saber. Hoje pensei na possibilidade de te perguntar, mas decidi não fazer. Fiquei pensando nas suas possíveis respostas. Todas eram ruins. Não consigo pensar na possibilidade de você me amar. O que é estranho.

Estamos muito distantes. E isso dói. Me lembro de como era bom te amar. Era um amor infinito, que começou poucos dias depois de te conhecer, e foi crescendo a cada conversa. Nas conversas pude ver quem você realmente era. Uma pessoa maravilhosa, que sempre me fazia rir. Isso me deixava feliz. Eu me sentia diferente depois de falar com você. Me sentia especial. E eu me iludia com isso. Eu esperava que algum dia você dissesse “eu te amo”. Mas isso nunca aconteceu. É, acho que você não me amava mesmo. Mas gostaria de saber se ao menos você sentia algo por mim. Também gostaria de saber o que pensou quando me viu pessoalmente. O que passou pela sua cabeça? Acho que nunca saberei. Não terei coragem de te perguntar. Nunca. Gostaria que tivesse sido diferente. Gostaria que as coisas fossem diferentes. Que você me amasse. Que eu te amasse. Que nós fossemos um casal. Que você dissesse que me ama. Que nós estivéssemos juntos nesse momento. Mas não. Nem sempre as coisas são como queremos. Eu tenho que aprender a viver sem você. Sem as suas conversas que me faziam rir, sem ficar acordada até de madrugada com você. Sem poder ouvir sua voz, que eu dizia que não gostava, mas que no fundo eu adorava. Eu sei que algum dia encontrarei alguém como você. Alguém que me fará ter vontade de dizer “eu te amo” descontroladamente.

Amar

Amar

Eu gosto de amar. Mas chega um momento que cansa. Cansa quando só você ama. É sempre assim, você começa gostar de uma pessoa, mas essa pessoa não te ama. Fica pior quando você acha que a pessoa também sente o mesmo, e aí você se declara e quebra a cara. Fala que nunca mais vai gostar de ninguém, mas é só passar outro menino na sua frente que logo você se apaixona, e começa tudo de novo.

Já cansei de “sofrer os efeitos” disso. É muito complicado quando se está apaixonado por uma pessoa que não sente o mesmo por você. Pra falar a verdade eu acho isso terrível. Poxa, assim como nós amamos, também queremos ser amados. Será que é tão dificil achar a outra metade da laranja? Mas por outro lado, é bom estar apaixonado. Mesmo que a outra pessoa não sinta o mesmo. Nós vemos as coisas de um jeito diferente. Parece que tudo fica mais bonito, as músicas fazem sentido. E isso é muito bom.

Toda mundo já passou por isso. Se não passou, vai passar. É super normal ter um amor não correspondido. Acho que faz parte da vida de toda pessoa. Mas se seu coração dizer para se declarar, vai nessa. Vai que rola alguma coisa. Ou melhor, vai que a pessoa também sente o mesmo.

Mudanças

Mudanças

“Cada vez mais, nossas conversas deixaram de ser alegres demostrações de afeto e viraram uma rudimentar troca de informações. Após desligar, eu sempre me odiava pelo ciúme que sentia e me castigava nos dias seguintes, prometendo não deixar que acontecesse novamente. Outras, porém, Savannah parecia exatamente a mesma pessoa de quem eu me lembrava e demostrava o quanto ainda gostava de mim. Durante tudo isso, continuei a amá-la como sempre e desejava ardentemente os momentos simples do passado. Eu sabia o que estava acontecendo, claro. Como estávamos nos afastando, eu ficava cada vez mais desesperado para salvar o que havia entre nós; no entanto, como em um círculo vicioso, meu desespero fez com que nos distanciássemos ainda mais.” – Querido John

É incrível como um trecho de livro pode descrever tudo o que estamos passando no momento.

Realmente percebo que nossa relação não está sendo como antes. Nós não nos falamos mais todos os dias, e quando falamos, não são conversas longas e divertidas como nas primeiras semanas em que nos conhecemos. Antes, eu ligava o computador com a expectativa de falar com você, de poder dar gargalhadas com suas gracinhas, mas agora, eu não me importo de passar um dia, ou cinco sem falar com você. Pelo menos, forço-me a acreditar nisso. Porque eu sei que no fundo sinto saudade daquele tempo. Será que você também sente saudade? Mas tem uma coisa que não mudou desde que te conheci, pelo menos da minha parte. Espero ansiosamente o dia de finalmente poder te ver. Isso nos leva a um outro trecho do livro.

“Eu sentia que, conforme virara as páginas do calendário, as preocupações sobre o nosso relacionamento começaram a diminuir. Eu tinha certeza de que não havia nada no mundo capaz de nos impedir de ficar juntos.”

Só espero que essa minha expectativa de que tudo vai voltar a ser como antes, depois de nos encontrarmos, aconteça, pois eu realmente sinto saudade de ter longas conversas com você, mesmo dizendo que não.

A você

A você

Acendo uma vela, coloco uma música deprimente, e fico pensando em você.

Estou apaixonada. Apaixonada por você. Estranho seria se eu não me apaixonasse. Você é muito mais que um amigo. Você me fez rir como ninguém nunca tinha feito. Aquelas gargalhadas foram as melhores de toda a minha vida. Conversar com você sempre me deixava feliz. Te abraçar me deixou feliz. Poder olhar em seus olhos me deixou feliz. Me pergunto se você ficou feliz também.

Eu te amo tanto, que tenho medo de te perder. De você não querer mais falar comigo, de não querer me ver. Tenho medo que você encontre alguém que te faça feliz, e que seja tarde demais. Eu só não sei o que fazer agora.

Queria muito ficar ao seu lado, te fazer feliz. Fazer você se sentir a pessoa mais amada do mundo. Queria te dizer que você é a inspiração para os meus textos. Que eu não consigo dormir porque eu não consigo parar de pensar em você. Queria dizer que eu te amo de verdade, não só como amigo.

Tudo o que eu quero agora é poder ter você. Te ter ao meu lado para me fazer sorrir quando eu estiver triste. Mas estamos tão longe. Isso está me destruindo. Eu preciso de você perto de mim. Não sei como será daqui pra frente. Não sei se conseguirei suportar ficar longe de você. Mas eu terei que achar um jeito.

Só quero que saiba que te conhecer foi a melhor coisa que aconteceu em minha vida.

Nunca se esqueça de mim.

Nunca me esquecerei de você.

Nunca o viu, mas sente saudade II

Nunca o viu, mas sente saudade II

Passaram-se alguns dias e ele veio falar comigo. Eu disse algumas coisas e depois ficou tudo bem. Começamos a falar pela webcam. Dei muitas risadas, como sempre, e de repente esqueci tudo o que ele havia dito há alguns dias, e senti a vontade de encontra-lo voltar. Queria muito ir à cidade da minha tia, mas não podia, pois tinha que resolver algumas coisas na cidade onde moro.

Vários dias se passaram, e finalmente estava tudo certo para eu ir vê-lo. Não só ele, mas todos os meus amigos de lá. Quando cheguei já estava combinando com minha amiga, aquela que nos apresentou, de nos encontrar. Combinei com outra amiga também. No final, apenas essa outra amiga apareceu a tarde, porque a outra não pôde ir. Então combinei com ela de ir jantar comigo naquela noite. Depois de falar com minha amiga, liguei para ele para convida-lo também. Ele disse que ia. Senti uma felicidade infinita.

Primeiro, minha amiga chegou. Depois de alguns minutos ele chegou. Quando o interfone tocou meu coração acelerou. Finalmente iria vê-lo. Fui com meu priminho busca-lo lá fora. Não consigo descrever a sensação de vê-lo se aproximando, muito menos a sensação do seu abraço. Pude sentir seu perfume, que é o melhor que já senti em toda a minha vida. Depois de me cumprimentar, ele ficou falando com meu priminho, até que fomos para dentro. Ficamos todos na sala, mas eu não tinha coragem de falar com ele. Foi nessa hora que as indiretas da minha amiga começaram. Aquela que também é amiga dele. Mas não quero entrar em detalhes. Depois fomos para o lado de fora. Ficamos conversando e outras indiretas foram ditas. Depois de tempo depois fomos jantar. Sentamos em uma mesa separada para nós. Ele sentou na minha frente. Não olhar para ele e não rir de suas piadas era inevitável. Perdi completamente o apetite quando a comida ficou pronta. Comi tão devagar que ele falou uma coisa muito engraçada: “Demora uma hora para comer, e ainda deixa a carne no prato.” Todos riram. Ficamos conversando e comendo, até que a mãe dele ligou e perguntou se podia ir busca-lo, e ele disse que sim. Logo em seguida fomos para a sala e ficamos lá até os pais dele chegarem. Chamei minhas amigas e ele para almoçarem no dia seguinte. Ele disseram que iriam ver. Conversamos por mais alguns minutos, até que o celular dele tocou. Eram seus pais avisando que estavam no portão. Ele se despediu das minhas amigas primeiro e depois de mim. Fui até o portão acompanha-lo. Depois que ele foi embora, minhas amigas começaram a me perguntar se eu gosta dele. Perguntavam sem parar. Eu não respondia que sim, mas também não respondia que não. Minha amiga, que também é amiga dele, ligou para sua mãe vir busca-la. Ficamos esperando um tempo, e ela chegou. Fiquei novamente só com a minha outra amiga. Assim que fechei o portão, ela começou a perguntar de novo se eu gostava dele. Eu simplesmente não respondia. Sentamos nas espreguiçadeiras da piscina, fiz duas ligações, e como já era tarde, fui levar minha amiga à casa dela.

Naquela noite, quando já estava na cama, fiquei relembrando aquele jantar, lembrando os momentos que passei com a presença dele. Nessa noite tive meu primeiro sonho com ele.

No outro dia eu não conseguia parar de pensar na noite anterior. Sentei na mesa em que jantamos, e fingia que lia um livro, mas na verdade eu estava pensando nele. Minha amiga, que também era amiga dele, veio para almoçar. Ele e a outra amiga não foram. Depois do almoço fomos para fora conversar. Sentamos no mesmo lugar que havíamos jantado, e ela começou a perguntar novamente se eu gostava dele. E como sempre, não respondi. Depois de um tempo decidimos entrar na piscina, mas não falamos muito sobre ele, pois havia uma pessoa por perto que não podia ouvir esse tipo de conversa. Minha amiga precisou ir embora mais cedo, então quando eram 17:30 eu estava sozinha. Mais tarde fui à uma festa de aniversário. Não consegui dormir rápido naquela noite. Estava sem sono e pensando nele. Fiquei por duas horas e meia tentando dormir, até que peguei no sono.

Acordei com meu primo em minha cama. Depois fomos tomar café, e ficamos vendo televisão e brincando com meu priminho. Depois do almoço fomos dormir, mas eu, de novo, não consegui. E para variar, ele não saia do meu pensamento. Depois que todos acordaram, arrumamos as malas e fomos embora. Na estrada, fiquei pensando no meu amor por ele. Percebi que o amava. E já sabia disso, mas pude ter certeza depois daquela noite. Percebi que meu amor por ele é diferente. Nunca amei alguém do jeito que o amo. Não sei explicar, mas é diferente. No momento, sinto tantas coisas, que só quem está apaixonado sabe como é.  Mas acho que posso explicar um, sinto que o amarei para sempre.