O melhor amor

O melhor amor

tjjghn

Constantemente ouço pessoas falarem que estão em busca do amor. Dizem que querer viver um relacionamento perfeito, mas aí eu me pergunto, qual será a definição desse tal relacionamento para elas? Pois eu digo que já pensei muito a respeito desse assunto, mas só cheguei a uma conclusão depois que supostamente vivi esse amor perfeito. 

Na verdade, não acho que o amor tenha um significado, que podemos explicar o que ele é, mas quando se ama de verdade, aquela pessoa se torna o significado do amor. Apenas sentindo é possivel entender o que estou falando. E acredite, é o melhor sentimento do mundo.

O amor perfeito é algo que faltava para a felicidade ficar completa. Porque quando se é feliz, nada mais importa. É aquele que aparece no momento mais inexperado e bagunça completamente a sua vida. Da melhor forma possível, claro. E rapidinho te faz perder a noção e se entregar a essa paixão.

E tem sempre aqueles que dizem que o amor que acontece rápido não é amor. Pode ser que em alguns casos seja assim, mas não generalize, ok? Não acredito no que falam sobre ir rápido demais. Creio que se algo acontece, é porque tinha que acontecer. E se está acontecendo, é porque ambas as partes querem. Cada casal tem seu jeito de amar, de desenrolar sua história, e é assim que fazem o amor dar certo. É dessa maneira que eles se entendem.

O melhor amor é aquele em que as palavras não são necessárias. Em que todo o sentimento é transmitido apenas naquele olhar antes do beijo. E depois disso, um abraço que confirma tudo o que foi entendido pelo olhar. Como diz aquela música, o melhor lugar do mundo é dentro de um abraço. Então não há situação melhor para isso acontecer.

Hoje eu posso dizer que o amor perfeito é aquele em que você se sente bem, que não gera preocupações e discussões. Aquele que te faz suspirar, sorrir involuntariamente, sentir saudade e só querer o bem do outro.

Primavera Eterna, Paula Abreu | Resenha

Primavera Eterna, Paula Abreu | Resenha

PRIMAVERA_ETERNA_1408406366B

Olá! Ontem fui ao shopping e como minha mãe demoraria para me buscar, decidi      comprar um livro para passar o tempo. Quando li a sinopse de Primavera Eterna,  fiquei interessada, principalmente porque na capa encontramos a frase “É o  primeiro  amor que nos move por toda a vida?”

Eu nunca tinha lido nada da autora, então comprei para ver o que achava. Na  realidade, o assunto era legal, mas não esperava muita coisa do livro. Achei que fosse  só mais um romance simples. Então eu comecei a ler, e foi uma leitura bem gostosa,  daquelas que dá vontade de ler o próximo capítulo.

O livro conta a história de Maia, que mora no Rio de Janeiro e sonha em ser  escritora. Na verdade, ela se considera uma, pois já escreveu alguns livros que ainda  não foram publicados. Seus pais possuem uma casa no interior, e num final de    semana em que passavam nela, Maia conheceu Diogo, que estava passando um  tempo com a avó, dona Eugênia, que morava próximo à sua casa. Tornaram-se  amigos no mesmo dia, porém Maia teve que voltar à cidade. Depois de alguns finais de semana sem ir ao interior, ela finalmente conseguiu convencer seus pais a voltarem para que pudesse ver Diogo. Mas chegando à casa de dona Eugênia, soube que seu amigo não estava lá, pois havia se mudado para os Estados Unidos, pelo fato de o pai ter sido transferido. Com isso, Maia pediu o endereço de Diogo e mandou diversas cartas declarando o seu amor por ele. Porém essas cartas nunca tiveram uma resposta.

Passaram-se anos. Maia agora era uma publicitária bem-sucedida, possuía um namorado, mas num dia, imaginando como seria sua futura família – o que fazia sempre -, imaginou criancinhas loiras. E foi aí que ela percebeu que isso aconteceu por causa de Diogo, seu primeiro amor. Então Maia teve a louca ideia de ir até Nova Iorque para encontrá-lo. Pediu férias do trabalho, e disse ao namorado que ia viajar por conta do mesmo. Sabia que era loucura, e que talvez ele nem se lembrasse mais dela, porém decidiu fazer.

Chegando lá, quase desiste de encontrar Diogo por causa de um telefonema, mas logo em seguida ele telefona para Maia e marcam um encontro. Então eles passam o dia juntos, e ela acabada descobrindo diversas coisas a respeito da vida atual de seu antigo amigo. No final, quando vão à casa de Diogo para buscar algo que ele havia esquecido, Maia acaba sendo surpreendida pelo que ele lhe mostra.

Quando chega ao hotel, Maia percebe que esqueceu algo no taxi no caminho de volta, ficando muito triste, pois era uma coisa que saberia que não conseguiria de volta. Mas quando coloca as mãos no bolso, encontra algo que a faz perceber que, na verdade, não precisava daquilo que foi esquecido no taxi para recomeçar o que havia sido deixado para trás no seu passado, e fazer com que seu futuro sofresse uma mudança.

Li esse livro em mais ou menos 3 horas, então vocês podem perceber que é uma leitura bem agradável e leve. Ele é bem curtinho, então dá tranquilamente para ler em uma tarde. Eu gostei, e recomendo para todos que estão procurando uma leitura que dá pra fazer em um dia, e que seja bem fofinha e apaixonante.

Minha frase preferida do livro:

IMG_20150205_121707

 

Autora: Paula Abreu
Páginas: 124
Editora: Arqueiro

Espero que tenham gostado!

Beijos ❤