Simplicidade no amor

Simplicidade no amor

hbhbj

Como a gente reclama. Nunca estamos satisfeito. Sempre queremos mais.

Depois de muito refletir sobre isso, percebi que o ser humano não precisa de muita coisa para ser feliz. A felicidade deve estar não em coisas materiais, mas naquilo que podemos viver. Uma viagem, um encontro com os melhores amigos, uma pessoa. Afinal, assim como as flores murcham e o fogo se apaga, nada é para sempre. Digo, quase nada.

Noite passada me fizeram uma pergunta. Aquela pergunta que todos que estão em um relacionamento devem responder para si mesmos: “vou amá-lo (a) até morando debaixo de uma ponte?”.

Creio que felicidade é quando temos algo, e com isso, sentimos que não é preciso mais nada para sermos felizes. Nada mais importa. Só aquela pessoa. Porque quando temos alguém que amamos por perto, tudo fica melhor, as dificuldades diminuem de tamanho, que até morar debaixo da ponte não parece ser tão ruim, contanto que a pessoa amada esteja junto. A questão é que tudo se torna mais simples.

Acredito no poder de um eu te amo. São três simples palavras, mas que juntas, formam uma sentença capaz de mudar pessoas. E só o amor é capaz de fazer isso. O amor, um sentimento simples, mas que possui a intensidade de uma bomba atômica. Quando ela explode, é como se os efeitos dela refletissem em tudo ao redor, deixando mais sereno, descomplicado, como o amor é. E tem quem diz que o amor é algo muito complexo. Para a ciência pode até ser, mas para nós, não é nem um pouco complicado. Simplesmente sentimos. E quando a gente menos percebe, o amor já tomou conta de nós. Sem ao menos ter a chance de escolher. Pode ser aí que esteja o problema que muita gente enxerga, mas isso é assunto para outro texto.

Enfim, o que temos que fazer é procurar por amores simples, daqueles que acontecem de repente e que vão crescendo a cada dia. Onde o único problema é a saudade de estar perto um do outro. Em que um sorriso involuntário surge quando lembramos da pessoa amada. Mas que principalmente, o coração sorri o tempo todo.

O que o amor significa

O que o amor significa

ngjhj

Quando eu já estava totalmente desacreditada do amor, cansada de todo aquele romantismo bobo e sem saber mais o real significado do amor, ele me apareceu. E o mais incrível: foi como se fosse a primeira vez que estava me apaixonando. Os mesmos sentimentos, os mesmos sorrisos que estampavam o meu rosto involuntariamente. Tudo parecia novo.

Eu queria dar um tempo dessa coisa toda. Me apaixonar outra vez não estava nos meus planos. Não pelos próximos dois anos. Mas eu me encantei pela sua simpatia e pela sua conversa, que me fazia olhar o celular a cada minuto para ver se havia alguma mensagem dele. E olha que eu não sou de fazer isso.

E com o tempo eu fui me apaixonando, assim, aos poucos, da melhor maneira de se perder em uma paixão. Ah, a parte mais gostosa de tudo isso é quando você se encontra na perdição. Naquele ponto em que não consegue parar de pensar na pessoa amada, em que tudo lembra ela, em que as músicas descrevem seus sentimentos, e quando até mesmo perde a vontade de comer. Mas principalmente, a felicidade. Aquela felicidade que te faz ver as coisas por um outro ângulo, onde tudo fica menos complicado. Simplicidade. É o que indica se o amor é verdadeiro ou não. Tanto a simplicidade ao enxergar o mundo como a de dar valor aos pequenos gestos.

Acredito que todos os amores valham a pena, mas são poucos os que nos marcam. De todos os amores que uma pessoa pode ter, apenas alguns serão realmente lembrados. E nós devemos procurar por um amor assim, que queremos lembrar. Um amor em que o gosto dos beijos sejam inesquecíveis, que os olhares possam ser vistos quando lembrarmos e a falta dos abraços seja sentida.

Amores vêm e vão, mas sempre tem aqueles que despertam a vontade de quero mais, o desejo de poder voltar no tempo e recomeçar. E quando acabam, o sentimento de nunca mais serei capaz de amar alguém assim aparece. Mas sempre virá outra pessoa capaz de mostrar que é possível amar novamente sim, e de uma maneira mais forte ainda. Por isso, não tenha medo de amar. E se esse medo for maior que o amor, sinal ruim. O amor não tem a função de fazer sofrer, e sim, fazer feliz. O amor é a melhor coisa que foi inventada, sendo assim, se não estiver feliz, não se deve perder o valioso tempo com quem não vai chegar a lugar algum. O mesmo vale para o sentimento de dúvida. Se não sabe se ama mesmo a pessoa, então é porque não ama, pois quando se gosta verdadeiramente de alguém, não há o que duvidar, queremos apenas ir de cabeça sem se importar com mais nada.

E foi assim que eu descobri que o verdadeiro significado do amor é encontrado quando a outra pessoa passa a significar o amor.